Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

riscos_e_rabiscos

.

.

Coisas que me intrigam...

Que faz uma moçoila com um pente espetado na cabeça?

 

 

Eu explico. Vou eu a descer a minha rua quando deparo com uma moça ao telemóvel. Até aqui tudo bem. Entretanto ela uktrapassa-me e fica a três ou quatro passos adiante de mim. E é então que deparo com... TCHARAM!... um pente espetado no cabelo dela!

 

A princípio pensei "ah, não sejas parva, aquilo não pode ser um pente, deve ser uma travessa..." Até que parei para atravessar na passadeira e fiquei com aquilo mesmo à frente do nariz. E não é que era mesmo um pente?!? Branco e graaande!

 

Agora pergunto eu: será que a moça sabia que tinha ali o pente? Será que o pente estava ali porque teve de atender o telemóvel e não tendo outro sitio para o meter, enfiou-o no cabelo? E se assim foi, nunca mais se lembrou disso e saiu assim para a rua?

 

São das tais coisas estranhas que me intrigam...

Piada do Dia. (LOL)

Como já deve ter reparado, mudei de visual na sexta-feira passada. Realmente devo ter ficado tão diferente - pudera! mais de metade do cabelo foi fora...! - que toda a gente diz que me fica muito bem. Hoje até ouvi um "ó teacher esse novo visual fica-lhe mesmo a matar" que me surpreendeu e a que eu achei montes de piada. Não estava à espera, pronto.

 

Hoje dei aulas a turmas que não tinha no horário de sexta-feira. Mais uma vez, caras espantadas e bocas boquiabertas. Mais uns "ó teacher, estás mesmo gira". Eu que tenho uma auto-estima muito baixa e que acho sempre que os outros são sempre melhores do que eu, começo a acreditar que este visual deve ficar-me realmente bem.

 

Mas a parte mais gira foi quando entrei na sala do segundo ano para lhes dar aulas. Assim que abro a porta e espreito para a sala para perguntar ao meu colega se posso entrar, oiço o aluno mais desbocado da turma dizer com ar espantado:

 

A teacher tem uma peruca!!!!

 

 

Por dentro desmanchei-me a rir, mas para o puto fiz uma cara meio séria e respondi, "pois é, já estou a preparar-me para o Carnaval. Sabes, fui lavar o cabelo, ele encolheu todo tive que meter esta peruca..." Escusado será dizer que a turma caiu toda numa gargalhada porque toda a gente percebeu que eu estava na brincadeira e que, na realidade, a "peruca" não era nada mais nada menos do que o meu velho cabelo com um corte novo. 

Ai tou tum contenteeee...!

Hoje acordei com uma determinação: ir cortar o cabelo!!! Já andava para o fazer há algum tempo mas havia sempre alguma coisa que me impediaou então não estava in the mood.

 

Mas hoje foi o dia. Decidi que o cabelo iria levar um grande corte. Sim, afinal um dia destes o cabelo iria começar a arrastar no chão uma vez que ele já passava o meio das costas.

 

Tinha as pontas feias de roçar nos casacos e nas golas, por isso, precisava de uma medida arrojada e corajosa! E como nunca tive medo de fazer cortes grandes, lá disse eu à cabeleireira que podia cortar "este bocado". E assim foi! 

 

Ela começou a cortar aqui, ali e acolá. Às tantas disse-me que eu estava cheia de cabelinhos novos a nascer e que a estrutura do cabelo estava muito boa. Afinal sempre deu resultado tomar os comprimidos! O cabelo ficou mais resstrururado.

 

Se antes não tinha franja, agora fiquei com uma franjola comprida para mandar para o lado. O corte ficou como este, a única coisa que ficou diferente foi o tamanho, já que o meu cabelo deve ter cerca de 15 cm a mais de comprimento.

 

Like it? {#emotions_dlg.sarcastic}

 

Alguém alinha...

... em fazer-me companhia num cafezinho? 

(Esta foto é minha, de um café extraído da minha Dolce Gusto... tem bom aspecto, não tem? :P)
( Esta foto é só para verem os pormenores da minha bela chaveninha do Gato Preto. Foi uma prenda de Natal e eu adoro-as!)
p
Vou ali e já volto!
{#emotions_dlg.coffee}{#emotions_dlg.blink}

As Pérolas da Minha B.

De vez em quando, a minha mãe vai buscar a minha B. à escola. Para ela é uma felicidade porque ela sente-se como em sua prórpia casa e é tudo e todos dela, inclusivé o Bóbi de quem se intitula "sua dona".

 

Ela manda e desmanda em todos, faz-me autênticos interrogatórios com rajadas de cerca de duzentas perguntas por minuto e inventa sempre grandes conversas, com coisas do arco-da-velha.

 

Os grandes visados com as suas opiniões e ordens, são o meu pai e o cão. 

 

Hoje, estava ela comigo e com a minha mãe, quando o Bóbi se junta a nós. Se o cão a adora, ela também gosta muito dele e anda sempre de volta   dele. E com isto ele pensa que ela lhe está a dar confiança e depois quer ir dar-lhe beijos e brincar com ela, e ela depois não quer.. É tipo pescadinha de rabo na boca, estão a ver?

 

Às tantas a minha mãe diz-lhe:

 

Mãe: B., deixa o cão!

B. : Quem é o cão? - pergunta ela muito admirada.

Mãe: É o Bóbi... - diz a minha mãe meio a rir-se.

B. : Ó tia o Bóbi é um cão?!? - pergunta ainda mais admirada, como se fosse a coisa mais estapafúrdia ao cimo da terra.

Mãe: Siiiimmmm...

B. : Porque é que é um cão? Porque é que não é uma pessoa? - pergunta a B. realmente intrigada.

 

Eu, que já não me aguentava de tanto rir, respondi-lhe:

 

Eu: Porque é um animal...! - e desatei à gargalhada.

 

Mas eu percebi este espanto todo. Acredito que para ela o Bóbi é um elemento da família como outro qualquer, como se fosse um outro primo, embora ligeiramente diferente. Por isso, naquela cabecinha de criança inocente, nunca imaginou que o Bóbi não fosse uma pessoa e sim um animal. 

Ensinamento da Semana #4

(Em todas as coisas é melhor ter esperança do que deseperar.)
o
É talvez uma verdade evidente mas não muito fácil de por em prática. Talvez seja a minha parte menos positiva, mais frágil a manifestar-se. Mas tento sempre manter a Esperança ao meu lado, mesmo nas mais pequenas coisas. Às vezes é difícil, ela quer apagar-se mas eu tento manter a Esperança e tento a todo o custo que o Desespero não se instale.
Uma ideia a manter e a repetir diariamente. Mais uma vez.

Lucky Monday.

Isto é que foi começar a semana em grande!!!

 

1º - De manhã trabalhei naquilo que tinha de levar para a escola, almocei e, de seguida, fui arranjar-me para ir para as aulas. Fiz tudo nas calmas porque almocei cedo e tinha tudo organizado. Quando olhei para o relógio... estava atrasada!!!! Enfiei o casaco, peguie nas duas malas e voei até à paragem do autocarro. Mesmo atrasada, ainda consegui entrar no café, beber um cafezinho e apanhar o bus. Ufa!

 

2º - Assim que saio de casa, meia dúzia de metros à frente, espeto uma coisa qualquer na sola da bota que é de borracha. Fokas! Não me chegava estar atrasada, tinha ainda que espetar je-ne-sais-quoi na bota da pata esquerda! Grunf! Também só te vou tirar quando chegar à paragem...

Lá fui eu rua abaixo clic-tuf-clic-tuf (isto era o som dos meus passos) e de vez em quando a raspar com a bota no chão, qual touro enfurecido, para ver se aquilo se soltava. Não ganhei nada com isso. Ao chegar à paragem, levanto a patanisca e vejo uma placa metálica entranhada na sola. Levou cá um piparote que até voou!

 

3º - Chego à paragem onde devo sair para ir para a escola. O sr. motorista faz o favor de esperar que eu atravesse a passadeira. Eu prossigo devagarinho - como sempre - e quando chego a meio do autocarro, o sr. motorista começa a apitar desalmademente. Pensei que fosse pela minha beleza estonteante (cof!cof!cof!) mas depois vi que um abécula sacanóides, vendo o bus parado, resolveu ultrapassá-lo a toda a velocidade. se eu não fosse tão cautelosa, a esta hora não estava aqui a contar isto. E este já é o take 2!

 

4º - Saio das aulas a correr pra apanhar o autocarro - graças à crise e à alteração dos transportes, se não apanhar este que passa em cima da hora de saída, fico uma hora à espera. E não há outro substituto... - e mal poiso a minha mala que pesa arrobas em cima do banco da paragem, surge o bus. Geralmente anda sempre atrasado mas hoje passou mesmo à hora. E eu, pelos vistos, cheguei mesmo na hora certa! Soube-me que nem ginjas pois 35 minutos depois já estava em casa. :)))

Há lá coisinha mais sexy que umas ceroulas...!?!

Eles também têm direito a ter as suas pernas e outros apensos quentinhos, não é verdade? {#emotions_dlg.lol}

 

Como está tudo em constante mutação e evolução, nem as lendárias ceroulas escaparam ao avanço da tecnologia e da moda. Vim eu a descobrir que agora as ceroulas já não são ceroulas, já têm outro nome. Vocês sabiam disto? Eu não!!!

 

As ceroulas eram aquelas calças largas de algodão, usadas por debaixo das outras calças e faziam parte da roupa interior. Hoje, chamam-se leggings. O modelito tornou-se justo ao corpo (até para poupar tecido por causa da crise), e há seres do sexo oposto que as usam como cueca. Ah e já não são roupa interior mas sim underwear

 

Dizem as línguas masculinas que quem vestir uma vez umas leggings nunca mais quer outra coisa. Errr... escondam as vossas, meninas, para que não haja enganos.

E diga-se em abono da verdade que, para além de quentinhos e cómicos - se forem pretas parecem uns aranhiços bi-pernais -, ainda ficam sexys!

 

E já temos uma prenda que podemos oferecer aos nossos homens nos aniversários ou no Natal, sempre a pensar no seu conforto, no seu bem estar e no nosso bolso: umas leggings. E se eles abrirem o presente com um ar desolado e exclamarem "umas ceroulas!", retificamos imediatamente de dizemos que é uma "peça de underwear masculina e que se chama leggings e não ceroulas" e que é supé fashion!!!

 

Ora apreciem lá...

Há lá coisinha mais sexy do que umas ceroulas?!?

{#emotions_dlg.emplastro} 

Pág. 1/3